Alugue um carro
Alugue um carro aqui

O Dia das Bruxas é celebrado no mundo todo, principalmente nos Estados Unidos, onde é mais conhecido como Halloween.

10 lugares de arrepiar para conhecer no Halloween

O Dia das Bruxas é celebrado no mundo todo, principalmente nos Estados Unidos, onde é mais conhecido como Halloween.

Hoje em dia, é uma celebração famosa em diversos outros países do mundo, inclusive no Brasil, onde crianças vão de porta em porta pedindo por doces - e algumas pessoas têm o hábito de enfeitar suas casas com adereços ''assustadores'', às vezes também participando de festas à fantasia.

E você já parou para pensar na origem dessa data?

O Halloween se originou de um antigo festival pagão celta chamado Samhain (que significa ''fim do verão''). O Samhain durava cerca de três dias e nada mais era do que um festival que celebrava o fim da colheita e a abundância de comida. Inclusive, até hoje essa data é comemorada por religiões pagãs no mundo inteiro, adaptadas ao cenário atual, é claro.

Com o tempo, o paganismo e o cristianismo misturaram um pouco esse conceito e foi só entre 1500 e 1800 que o Dia das Bruxas ficou mais próximo do que conhecemos hoje.

As fogueiras sempre foram muito usadas nessa data, além da tradição de comer comidas específicas, fazer brincadeiras e se fantasiar.

Há muitos séculos atrás as crianças eram um componente importante do Halloween, que, nos tempos primórdios, iam de casa em casa cantando rimas e dizendo orações para as almas dos mortos. Em troca, recebiam bolos da sorte que representavam o espírito de uma pessoa que havia sido liberada do purgatório.

Em 1845, durante o período que ficou conhecido na Irlanda como a ''a grande fome'', 1 milhão de pessoas imigraram para os Estados Unidos, levando com elas sua história e costumes.

As referências a essa cultura se fixaram na América pouco tempo depois desse acontecimento. Nos EUA e Reino Unido, as brincadeiras começaram a ganhar força e tudo que remetesse à data acabou entrando na simbologia característica do Halloween americano, além do uso de abóboras, espantalhos e alguns outros adereços.

Mas e a abóbora luminária, de onde veio?

Uma lenda sobre um ferreiro chamado Jack, que conseguiu ser mais esperto que o diabo e vagava como um morto-vivo deu origem às tão famosas luminárias feitas com abóboras, que se tornaram uma marca oficial do Halloween americano.

Também foi nos EUA que surgiu a tradição moderna de ''doces ou travessuras'', que posteriormente foi difundida no mundo todo.

Atualmente, o festival tem diferentes finalidades em todo o mundo: celebra os mortos ou a época da colheita e marca o fim do verão no hemisfério norte. Também vem ganhando novas formas e permite que as pessoas ao redor do mundo brinquem com seus medos e fantasias de uma forma divertida, atribuindo vários outros significados - mesmo que seja apenas a mais pura e simples diversão.

Já pensou em fazer um roteiro de arrepiar para conhecer lugares assustadores e aproveitar muito bem essa data cheia de magia? Confira a lista que preparamos para você se aventurar.

São Paulo

Apesar da fama da data no exterior, o Brasil também celebra o Halloween e é um prato cheio para os amantes de roteiros assustadores. São Paulo tem vários lugares mal assombrados, e como o roteiro é longo, recomendamos alugar um carro na Unidas para curtir cada um com a devida atenção, com praticidade e conforto.

Parque da Independência

O Museu do Ipiranga é cercado de histórias de assombração, e isso provavelmente acontece porque por lá estão vários objetos e pertences da elite do Brasil da época. Na ponta do Parque, há uma cripta onde estão os corpos de D. Pedro I e suas duas mulheres. Vale a pena conferir, não?

Teatro Municipal

Dizem que todo teatro antigo tem histórias macabras. Segundo o que alguns dizem por aí, espíritos de artistas que se apresentaram nos palcos do teatro ainda ficam ''perambulando'' pelo local. Alguns vigias e funcionários noturnos dizem ouvir barulhos, luzes acendendo sozinhas e pianos tocando sem ninguém estar no mesmo ambiente. Curioso, para dizer o mínimo.

Cripta da Catedral da Sé

A mais conhecida das igrejas de São Paulo tem uma cripta pouco explorada que possui sete metros de profundidade. O estilo gótico contribui bastante para as histórias fantasmagóricas que rondam o ambiente. Mas talvez isso se dê também por conta dos 15 corpos de bispos brasileiros que foram sepultados nas paredes.

Edifício Martinelli

O primeiro arranha-céu da América Latina possui muita história e é bastante lembrado por conta da bela vista em seu topo. E um lugar tão antigo costuma guardar muita história…

Entre as mais famosas, está a lenda de que uma mulher loira e sem rosto caminha pelo prédio durante a noite.

Cemitério da Consolação

O mais antigo cemitério ainda em funcionamento da cidade, foi fundado em 1858 e não é famoso apenas pelos túmulos e criptas grandiosos, mas pelas histórias de almas penadas que vagam por lá. Será que você consegue ver alguma famosa por lá?

Liberdade

Em um dos bairros mais conhecidos da cidade, a Liberdade, se encontra a Capela dos Aflitos, onde muitos relatam terem presenciado coisas estranhas. A capela foi construída no primeiro cemitério público da cidade, onde eram enterrados escravos doentes, indigentes e criminosos. Vale a pena explorar de perto essa história, não?

Largo São Francisco

A Faculdade de Direito do Largo São Francisco é outro prédio cheio de história para contar. O local já abrigou um mosteiro e, segundo boatos, ainda há corpos de monges enterrados por lá.

Nos corredores também há a lenda de que o professor Júlio Frank, muito querido pelos alunos, também fora enterrado lá, uma vez que era protestante e não podia ser enterrado em um cemitério comum (que na época era exclusivo para católicos). Será?

Além da metrópole, em todo Brasil existem lugares cheios de histórias e mistérios que entraram para a nossa listinha.

Salvador

Todo mundo conhece a alegria de Salvador, mas o que muitos não imaginam, é que a capital também possui um dos lugares mais mal assombrados do Brasil: o Mercado Modelo. Ele possui túneis no subsolo, onde, segundo os funcionários do local, é possível ouvir gritos e pedidos de socorro.

Dizem também que escravos africanos ficavam presos ali até o momento de serem vendidos e, por essa razão, o local é mal assombrado. Tem coragem de encarar?

Rio Grande Do Sul

No Rio Grande do Sul atribuímos o destaque mal assombrado para o Museu Bento Gonçalves que, segundo relatos, ainda é lar do espírito de Bento Gonçalves, um militar que lutou na Guerra dos Farrapos, junto com sua tropa. Será que o fantasma ainda vive mesmo por lá?

Juazeiro Do Norte

Juazeiro não poderia ficar de fora dessa lista e nós te contamos o motivo. A Penitenciária de Cariri possui uma história famosa que ficou conhecida pelo Brasil afora: as câmeras do local flagraram um fantasma percorrendo o lugar. Além disso, os presos e funcionários relatam ouvir barulhos como choros e passos, janelas se movendo sozinhas e coisas semelhantes.

E aí, já sabe qual desses lugares estarão no seu roteiro mal assombrado para o Halloween? Alugue um carro na Unidas para desbravar essas sugestões de arrepiar e vamos juntos.